Primeiro passo

Nunca escrevi. Não assim. A única coisa que escrevi foi pra uma pessoa só. Não ficou ruim… ela gostou pelo menos, pelo menos eu acho. É, ela gostou.

Ela também escreveu pra mim. Ou pra música. Ah é, o que eu escrevi foi uma música, sem ter o menor talento pra música.


Tá, é justo mostrar a música. Afinal é a única coisa que já escrevi.

a garçonete dos olhos claros
que desfila meu whisky
com sapatos novos de salto alto

caminha vermelho por onde passa
enquanto ela sorri pra todos
colorindo o botequim da praça

olhando pra ti nao se sabe
por onde andas depois das dez
se amas um marido ou procura um revés

traz mais uma dose
fecha essa conta
vem, foge comigo
diz que ta pronta

traz mais uma dose
fecha essa conta
vem, foge comigo
diz que ta pronta

Com certeza ela foi ótimo primeiro passo. Aqueles passos, vermelhos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s